• Contos e Crónicas

    Eu e a Maria em cima do pé de goiabeira

    Tínhamos 10 anos, 11, talvez.  Todos os dias. Eu e Maria nos pendurávamos em cima do pé de goiabeira. Era nossa maior aventura, não tínhamos medo, só euforia. Todos os dias corria até sua casa, não era longe. — Mariaaaaaaaaaaaa, vamos brincar! Ela vinha correndo, de seguida íamos para goiabeira, brincar de se pendurar. Morávamos no morro, e toda estrada que percorríamos era de terra, mas com mato batido. O morro que morávamos parecia um gramado gigante e nós, crianças amávamos aquilo. Chegávamos na goiabeira que ficava no meu quintal, e lá estava ela nos esperando. Parecia dizer:  — Venham meninos, demoraram hoje, os meus galhos estão cada dia, maiores…

  • Contos e Crónicas

    Nada Vai Ser Eterno

    Nada vai ser eterno! Infelizmente essa é a mais triste verdade. Nada vai ser eterno meus caros.  Você pode gritar, espernear, chorar, como fiz em muitos momentos, mas nada é eterno. Era 9 de julho, férias escolares. Não vai ser uma história feliz, mas também não é das mais tristes. Talvez seja mediana, ou melhor, é a realidade. Eramos melhores amigos, frequentávamos a casa um do outro.  Almoços, jantares. Minha mãe era sua tia, e vice-versa. Nossa amizade só foi crescendo com o tempo. Tínhamos nossas brigas, nada de mais. Reatávamos e a amizade ficava cada vez mais forte, éramos crianças, depois adolescentes até chegarmos ao posto de pessoas adultas…