Autoconhecimento e Gratidão

Um Pouco Sobre Ansiedade

Ansiedade, é um termo interessante e que se faz presente na minha vida desde que me entendo por gente. (risos)

Vocês sabiam que logo após nosso nascimento é realizado um teste chamado “apgar”.

Nesse teste, observam-se alguns reflexos que nós temos, um desses reflexos é relacionado ao medo.

pés de bebe.

Que coisa louca, não é pessoal?

O medo, por incrível que pareça, já está incumbido ali, naquele ser minúsculo. É um sentimento inato que possuímos.

A ansiedade é um sentimento secundário do medo. Muitos que sofrem com a ansiedade, costumam sentir raiva dela (já senti muita!), mas a verdade é que a ansiedade é importante para as nossas vidas.

Você sabia?

É por conta de sentirmos ansiedade que nos preocupamos com coisas do nosso cotidiano.

 Por exemplo: se temos de abastecer o carro, se há comida na geladeira, quando atravessamos a rua e olhamos para os lados. Tudo isso é por conta da ansiedade, talvez ela não seja esse vilão que pensávamos.

Na verdade, a ansiedade nos protege e faz com que tomemos algumas atitudes. Dessa forma conseguimos nos proteger, resguardar e não colocar em risco a própria vida.

Aceite a ansiedade como sendo algo totalmente natural e adaptável, melhor do que brigar com ela.

Instagram!

Quando a ansiedade pode vir a ser um problema?

Caso venha a ser algo disfuncional.

Podemos identificar algumas formas em que ela se enquadra:

*Se ela se manifesta de uma forma muito intensa, como vemos nos ataques de pânico, por exemplo.

*Também quando é desproporcional ao perigo real, como acontece nos casos de fobia. Uma pessoa que tenha fobia de lugares fechados, sabemos que o lugar não nos causará mal, mas para quem tem fobia existe um medo daquele cenário.

*Se a ansiedade também é muito frequente, dia e noite. Uma preocupação excessiva, acordar e dormir com essa sensação.

Resumidamente: A ansiedade torna-se disfuncional quando é desproporcional, frequente e intensa, causando problemas para nós ou para os que convivem conosco.

Se você se identificou com alguma dessas situações não se sinta intimidado em buscar ajuda de um profissional qualificado. Esquece esse pensamento de que só vai ao psicólogo/psiquiatra quem é maluco. Isso é pensamento passado antiquado de pessoas que não tinham informação ou não queriam entender a realidade.

 Todos nós devíamos fazer algum tipo de terapia, muitas pessoas não fazem, pois sabem o quão pode ser doloroso olhar para dentro, mas posso garantir que depois é libertador.

Agora, se você não se enquadra em nenhum quadro disfuncional, abrace sua ansiedade e seja feliz.

Gratidão!

Leave a Reply